Hoje é a minha Colação de Grau


Ainda não deu para colocar tudo aqui em dia por esse motivo:



O anel foi presente do meu Pai, clique na imagem que ela fica maior.

Hoje é a minha Colação de Grau. Não sei bem dizer o sentimento que está passando pelo meu coração agora. É um misto de tudo: sensação de dever cumprido, alívio, orgulho, nostalgia por minha mãe não poder me ver recebendo o canudo, mas eu dedico esta formatura a ela (minha mãe) e ao meu Pai, que não foram simplesmente pais de parto, de gestação, foram pais de dom, opção e acima de tudo amor. Um brinde a eles!


Os posts abaixo eu estou publicando
anteriormente a este aqui:

da minha viagem a Natal, RN;

preparativos do Batismo de Aline;
chegada da minha prima dos EUA que veio passar férias aqui;

e minha colação de grau, claro!

Nós constantemente estamos nos esforçando para o sucesso, fama e conforto, quando tudo que nós realmente precisamos estar contentes forem alguém ou alguma coisa para ser entusiásticas aproximadamente.❞ — Sr. H. Jackson Brown
.

☆ Ser feliz em Natal ~ Parte 1 ☆

A viagem para Natal - RN foi maravilhosa, a começar pelo vôo de 30 minutinhos apenas. Nossa, todos os vôos deveriam ser assim, levantou vôo, bebeu um suquinho, pronto, hora de descer.

Eu sai de casa no Sábado (07/08) as 12:30hrs, apesar do meu vôo só ser as 15hrs. É que Charles chegaria de viagem das 13hrs, depois de passar 8 dias a trabalho em Maceió, AL. Como o Dia dos Pais seria no dia seguinte, e eu não estaria em Recife fizemos, um Dia dos Pais especial para o meu Pai. Combinamos então de almoçar no Bonaparte e foi super especial.

(Praia de Boa Viagem ficando para trás)










Mas passou tão rapidinho, quando percebi já estava deixando a chuvosa Recife e caindo num mundo ensolarado e fresco chamado Natal. Que lugar lindo!!! Me encantei, um dos lugares mais bonitos do Brasil pra mim agora. Quando cheguei, Silvia, a filhinha dela de 5 meses (Héloïse) e a mãe de Silvia, a Sara, estavam me esperando no aeroporto e TODOS lá são pessoas espetaculares, sem exceções. A família de Silvia é inigualável e eu só pude chegar a conclusão que eu e Silvia somos espíritos amigos, e nessa vida, a internet tratou de nos unir.
(A pizza deliciosa do PtissBurg)








No primeiro dia, fomos dormir na casa dos avôs de Silvia, Dona Lindalva e Seu Arnaldo – minhas paixõezinhas – sinto tanta falta deles. Dona Lindalva vivia querendo me entupir de comida o tempo todo; até torta alemã ela fez! Ficamos no apartamento esperando a Juju chegar do curso de modelo e postura. Como eles não moram aqui, e sim na França, estavam apenas de férias com a família, a Julia tratou de ocupar o tempo dela muito bem fazendo muitos passeios e alguns cursos. Depois que ela chegou fomos eu, Silvia, Juju e Héloïse Orla de Ponta-Negra e depois jantar PitssBurg. Voltamos pra casa, eu desarrumei as malas, conversamos um bocado e acho que fomos dormir já de madrugada.

No Domingo (08/08) era Dia dos Pais e eu, por não estar em Recife, já tinha deixado tudo organizado para que o dia de Papai também fosse especial, com a ajuda de Charles, claro.

Lá em Natal fomos – eu e toda a família materna de Silvia – almoçar do Matulão. Um restaurante tipicamente nordestino que me fez sair do regime literalmente. O ambiente é super agradável, cheio de cabaças e decoração tipicamente nordestina. A família de Silvia parecia conhecer todos que chegavam lá, e olhe que o restaurante estava cheio, afinal era Dia dos Pais, e a toda hora perguntavam: ❝E ela – apontando pra mim – é filha de quem?!❞ Hahahah!!!


A noite fomos para o apartamento do Pai de Silvia, Seu Sílvio, que é de uma delicadeza de gentleman, a esposa dele então nem se fala. Tô dizendo, eu adorei TODOS lá.


Resolvemos jantar no Mangai infelizmente dentro do restaurante não se pode tirar fotos, mas vou dizer, que comida, que ambiente, que classe. Mas, lá do lado de fora você pode tirar uma fotos temáticas (abaixo)!!! Nossa, eu me diverti demais. O pai de Silvia ainda me deu dois livros ❝Expressões Populares❞ e o ❝Dicionário de Potiguês❞ que faz referencia aos Natalenses, também chamados de Potiguares.

Pronto, no próximo post eu escrevo sobre a segunda-feira (09/08), quando eu, Silvia, Juju, Héloïse e Sara pegamos a estrada na Land e fomos visitar vááárias praias de Natal e um dos maiores símbolos daquela terra: o Cajueiro Gigante. E quem sabe até termino de contar como foi toda a viagem, hein?!




Cheguei e estou voltando para cá com posts da viagem e dos lugares maravilhosos que conheci, dicas de gastrônomicas, de makes (fiz recentemente umas comprinhas) de beleza, de amor e saudades.

Trago da mala um tantão de saudades assim!

Ah, e eu vi os 24 comentários de todo mundo, anotei todos os e-mails, mas um, em especial (de Brasília) me fez deixar isso aqui mais um pouco aberto ao público em geral, vou explicar o porque: quando eu estava para fazer a gastroplastia o que mais me deixou motivada e mais ciente sobre o assunto foram os bloggers que visitei, então, por enquanto ele fica aberto, por questão de justiça e solidariedade. Agora se eu me chatear com pessoas xeretas, metidas e donas da (pseudo) verdade - todo mundo sabe que tem esse tipinho de gente na net -, que vivem atrás de um PC, em vida real, mas se acham no direito de dar pitaco na marca de absorvente que uma mulher deve usar ou em que posição deve transar. Dai meu filho isso me fadiga e eu vou e deixo só pros meus VIPs, ok? Se isso acontecer eu vou deixar privado, combinado?!

Eita saudades que da Márcia, da Clarinha, da Fábia, da Lais, da Luana, da Lara, da Carmine, da Fê, da Ritoca, Roberta, da mãe da Madame, da Nara, Adelle & Mila... de TODO MUNDO!!!

Agora aqui entre nós, eu não estou cada dia mais radiante?! Porquê será?

Talvez, privatização.



Quem gosta de mim aí?! Ah, você gosta?! Então me passa um e-mail seu para eu poder liberar seu acesso a esse querido lugar, ok?! Ele se tornará restrito a visitantes convidados nas próximas horas. Deixa ai nos comentários seu e-mail, prometo que não vou publicá-lo online!!!

________________

Para dar tempo para todos deixarem seus e-mails eu vou deixar para fechar na volta da viagem, no meio da semana que vem. Mas, depois dela não tem mais como, ok?! Os e-mails que vocês deixaram aqui já anotei. Bom final de semana!!!

5 minutos...

...5 minutos e meu Pai poderia estar sendo dado como morto.

Hoje foi um dia até legal, até pouco agora.
Eu consegui a assinatura de toda a banca, dei entrada na minha ficha catalográfica na Biblioteca da Universidade e isso tudo antes do meio-dia. Passei um dia super legal, uma amiga veio aqui com a a filha dela de um ano e foi pra casa há pouco. Liguei o DVD, depois que ela foi embora e resolvi assistir algo enquanto beliscava uma banana, recém cozida com manteiga.

Então, eu estava na minha cama assistindo Grey's Anatomy e meu Pai me chama para jantar. Pensei em dizer a ele que já tinha jantando, mas não o fiz. No momento não entendi muito bem o porque, afinal eu já tinha mesmo jantado, mas me vi colocando pause no DVD e indo atrás dele. Ele pegou o seu prato, se serviu de sopa de carne e eu peguei meu pratinho e me servi com uma banana cozida. Comi meu primeira pedaço, meu pai tomou suas primeiras colheradas e sopa e então aconteceu. Ele se engasgou com alguma coisa...

Eu me levantei, com uma calma que nesses momentos desce em mim não sei de onde, e comecei a dar palmadas socas por cima de seu ombro, ele não respondeu a isso. Disse então para ele tirar a sua peça dentária, ele ainda me atendeu e instintivamente ele colocou os dedos na sua garganta. Mas isso também não surtiu efeito. Resolvi então fazer a Manobra de Heimlich. Uma, duas, três... Nada!!! Pedi para a secretária chamar o vizinho da frente e tirar o carro, ia levar Papai para um emergência mais próxima. Como a tonalidade de sua pele estava passando de vermelho para vinho, continuei com a manobra... Não ia demorar e logo ele ficaria roxo. Isso pareceu demorar 5 minutos, mas nem foram 5 segundos, porque a secretária daqui de casa nem tinha conseguido cruzar a sala ainda, avalie abrir portas e chamar vizinhos.

Concentrei minha força e como uma mulher que vai parir griteeei e fiz força. Então ele disse: SAIU!!! E me mostrou um diminuto pedaço de osso, que deve ter vindo com a carne da sopa e, que passou despercebido pela cozinheira.

Com a mesma calma que eu estava olhei a cor dele voltando ao normal ao respirar aliviado. Dei água e alisei suas costas. Meus braços estão ardendo até agora, como se eu ainda estivesse fazendo a manobra. Ainda bem que eu fui jantar. Ainda bem... Obrigada Senhor, por mais essa chance. Até agora meu dia parecia legal, agora eu digo que é um dia felicíssimo. Poucas pessoas conseguem segundas chances.

Urgh!!! Urgh!!! Urgh!!!

Meu cérebro está querendo se auto-desligar, ficar em 'modo férias', só pode!!!

Tudo começou na sexta, correria para fazer a mala de Broto, parecia que tinha soltado uma bomba aqui no quarto de tanta bagunça, fazer contas e cálculos de quem está com mais tempo livre - eu ou ele - para pagar as contas, ficar com mais dinheiro e por aí vai... Quando vimos já era Sábado e eu já estava dizendo "Vai com Deus, amor!" no portão de embarque.

O Domingo passou como raio, eu terminando de corrigir o que a banca examinadora da minha defesa encontrou de errado na monografia e enlouquecendo com as normas da ABNT. Na segunda foi a mesma coisa, mas enfim, terminei e enviei a minha orientadora. Dai ela me dá a maravilhosa notícia que eu vou ter que imprimir, novamente, mais cinco versões da bendita, ou seja mais R$72,00 para uma coisa que, sinceramente, ficaria ótima - aqui sem o uso irônico - em duas versões. Uma para orientadora e uma para a Universidade. Para quê entregar de novo a banca?! Ou ao menos que eu pudesse entregar em cópia preto e branco, meu bolso agradece cara. Em um mês já se vão mais de R$200,00 para tinta e papel!!! Será que só eu acho isso um absurdo, um desperdício?!

Mas enfim, quem quer se livrar dela - a monografia - sou eu e pronto, né?! Sei que ontem fui dormir as 22hrs e acordei as 01:30hrs e não consegui mais dormir, a não ser as 07hrs da manhã, para acordar duas horas depois, mais cansada ainda, para correr atrás das assinaturas dos componentes da minha banca examinadora. Quarenta minutos de carro e chego no primeiro local. Para meu desespero, a pessoa não tinha ido ao trabalho e eu deixei o papel lá. Pego amanhã e levo par aos outros três componentes. Isso porque, depois desse primeiro compromisso do dia eu tinha que ir tomar minha 4ª dose de Vitaminas B1, B6 e B12, fazer supermercado, arrumar compras, arrumar a casa e mais um monte de coisa...

Sai voando de lá, parei numa farmácia - uma das únicas que aplicam injeção aqui - e pedi a bendita e já me preparando pra dor e tá doendo até agora, quase dose horas depois, por aí vocês tiram o quanto dói. Sai de lá manca de uma perna e segui pro supermercado.

E é um tal de procura ração de Lupita, procurar pão que o Pai gosta, procurar sabonete líquido íntimo, passa na frente das maquiagens, e esquece do sabonete, só lembrando quando está em casa (urgh!!!). Nisso a cozinheira liga dizendo não vai poder ir hoje, olho pro relógio e vejo que são 11:30hrs e deu vontade de perguntar se ela não viria pro jantar, né? Como ela liga em cima da hora?! Liguei pra casa e dei novos comando ao microondas e a Lasanha que já estava petrificada no congelador. Ok, almoço ruim mas da pra sobreviver por um dia. Chego, jogo as minhas compras no chão do meu quatro - e elas continuam ainda no mesmo lugar -, sacudo o resto na dispensa. Engulo uns 100gramas do meu delicioso almoço - preciso dizer que estou sendo irônica agora? -, tento me comunicar com minha orientadora mas ela deixou o celular em casa... Ai, meu Pai! Corro na casa da minha irmã pra ver minha afilhada e dar os parabéns pela promoção dela no trabalho. Ok, dei os parabéns a minha irmã, mas minha afilhada tinha sido abduzida para a casa da avó, oh gente, tem um mêêêêês que não vejo Aline, me interna!!!

Volto pra casa correndo, já é hora do jantar. Janto, ligo o computador, preciso desabafar e mais uma vez não encontro tempo para retribuir os lindos comentários de vocês - me perdoem, por favor, me perdoem! -, mas deu pra sentir como andam as coisas por aqui, né?! Tenso!!!

Me senti dentro de uma dia da vida de Lisa Cuddy e amanhã tem mais, né?! Tudo bem que não tem filho gripadinho (ainda não!!!), mas tem uma monografia mugindo, a empresa área que vou viajar sábado enfrentando problemas de overbooking, uma mala para arrumar, presentes para comprar, quarto pra limpar, cabelo pra pintar, tudo para depilar e ainda tem uma cama grande e vazia aqui!!! Me interna de novo!!!!

PS.: diga-se ainda de passagem, que segundo Charles eu teria mais tempo livre e as contas ficaram pelo meu encargo. Mas vocês me internaram , né?! Vou dizer para ele que nem posso pagar porque tô num hospício e ponto e basta!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...