5 minutos...

...5 minutos e meu Pai poderia estar sendo dado como morto.

Hoje foi um dia até legal, até pouco agora.
Eu consegui a assinatura de toda a banca, dei entrada na minha ficha catalográfica na Biblioteca da Universidade e isso tudo antes do meio-dia. Passei um dia super legal, uma amiga veio aqui com a a filha dela de um ano e foi pra casa há pouco. Liguei o DVD, depois que ela foi embora e resolvi assistir algo enquanto beliscava uma banana, recém cozida com manteiga.

Então, eu estava na minha cama assistindo Grey's Anatomy e meu Pai me chama para jantar. Pensei em dizer a ele que já tinha jantando, mas não o fiz. No momento não entendi muito bem o porque, afinal eu já tinha mesmo jantado, mas me vi colocando pause no DVD e indo atrás dele. Ele pegou o seu prato, se serviu de sopa de carne e eu peguei meu pratinho e me servi com uma banana cozida. Comi meu primeira pedaço, meu pai tomou suas primeiras colheradas e sopa e então aconteceu. Ele se engasgou com alguma coisa...

Eu me levantei, com uma calma que nesses momentos desce em mim não sei de onde, e comecei a dar palmadas socas por cima de seu ombro, ele não respondeu a isso. Disse então para ele tirar a sua peça dentária, ele ainda me atendeu e instintivamente ele colocou os dedos na sua garganta. Mas isso também não surtiu efeito. Resolvi então fazer a Manobra de Heimlich. Uma, duas, três... Nada!!! Pedi para a secretária chamar o vizinho da frente e tirar o carro, ia levar Papai para um emergência mais próxima. Como a tonalidade de sua pele estava passando de vermelho para vinho, continuei com a manobra... Não ia demorar e logo ele ficaria roxo. Isso pareceu demorar 5 minutos, mas nem foram 5 segundos, porque a secretária daqui de casa nem tinha conseguido cruzar a sala ainda, avalie abrir portas e chamar vizinhos.

Concentrei minha força e como uma mulher que vai parir griteeei e fiz força. Então ele disse: SAIU!!! E me mostrou um diminuto pedaço de osso, que deve ter vindo com a carne da sopa e, que passou despercebido pela cozinheira.

Com a mesma calma que eu estava olhei a cor dele voltando ao normal ao respirar aliviado. Dei água e alisei suas costas. Meus braços estão ardendo até agora, como se eu ainda estivesse fazendo a manobra. Ainda bem que eu fui jantar. Ainda bem... Obrigada Senhor, por mais essa chance. Até agora meu dia parecia legal, agora eu digo que é um dia felicíssimo. Poucas pessoas conseguem segundas chances.

3 comentários:



Marcia H disse...

Nossa Bi,
tem horas que parece que somos guiados por algo superior a nós.
Saravá que ele tem essa filha, ano que vem essa data deve ser comemorada com bolo de aniversário, viu!
bjss e relaxe, o susto passou, nós somos passageiros neste mundo, mas é sempre bom termos as pessoas que amamos perto de nós

Carmine disse...

Meu Deus,menina,que susto!!!!
Eu tenho esse sangue frio com meus alunos que vivem engasgando e convulsionando,mas com gente da família eu travo,já viu disso?
Ainda bem que correu tudo bem...
Bjs

Lívia Beatriz disse...

Nossa Senhora, ainda bem que você estava lá.

Que Deus abençõe e não deixe mais isso acontecer.

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...