Salve uma vida, em vida!

Já se fez um ano que o nosso pequeno Daniel partiu, mas eu acredito (firmemente) que a luta dele não foi em vão. Vejam o vídeo e cheguem vocês mesmos as suas próprias conclusões. Por favor, assistam e leiam tudo!

Dani, jamais vamos te esquecer meu anjo!


O que é medula óssea?

A medula óssea é o tecido encontrado no interior dos ossos, também conhecido popularmente por "tutano", que tem a função de produzir as células sanguíneas: glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas. É preciso que todos se cadastrem como doador de medula, a doação não é individual, pois a chance de encontrar alguém compatível é de 1 em 100.000.

Cadastrando-se como doador você estará dando esperança a cerca de 1.000 pessoas que aguardam um doador geneticamente compatível.

Saiba um pouco mais sobre a síndrome que acometeu o Daniel desde seu nascimento e, que mesmo com dois transplantes não conseguiu vencer a doença. Mas ele venceu tantas outras coisas... Quando criamos a campanha "Salve o Daniel" o índice de doadores aumentou bastante. E é por isso que o Daniel é um vencedor: através dele, muitas outras pessoas poderão receber a cura futuramente.

Vamo ser SALVADORES, vamos ser DOADORES DE MEDULA.

Para ser um doador você precisa:

- Ter entre 18 e 55 anos;
- Estar saudável;
- Não ter tido câncer;
- Portar RG e CPF.

Quando não há um doador aparentado (um irmão ou outro parente próximo, geralmente um dos pais), a solução para o transplante de medula é procurar um doador compatível entre os grupos étnicos (brancos, negros amarelos etc.) semelhantes, mas não aparentados. Para reunir as informações (nome, endereço, resultados de exames, características genéticas) de pessoas que se dispõem a doar medula para o transplante, foi criado, em 2000, o Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (REDOME), instalado no Instituto Nacional de Câncer (INCA). Desta forma, com as informações do receptor, que não disponha de doador aparentado, busca-se no REDOME um doador cadastrado que seja compatível com ele e, se encontrado, articula-se a doação.

Eu doei - não a medula, ainda. Não apareceu ninguém compatível comigo ainda. Na verdade, no primeiro contato é como um exame de sangue, sabe? Algumas perguntas, picadinha no braço e pronto... você está no banco do Redome, salvando bebês como Dani, mães, pais, avós... Pessoas que desejam continuar a viver, mas que precisam da sua ajuda pra isso.

E aqui, mais alguns vídeos da Campanha do Dani, que agora, gostaríamos que cada um abrisse sua mente para a necessidade de ser ser solidário (e salvador)!


Aqui é a minha afilhada e sobrinha, Clara, que mora na França. 
Não liguem muito pro sotaque tá?!

Campanhas do Fotolog das NOSSAS crianças:
filhos, sobrinhos, afilhados, todos os pequenos engajados na campanha!

1 comentários:



Jéssica Araújo disse...

Lindona, eu sou doadora de sangue e ate ja pensei em doar medula tambem. Vou esperar essa fase do bb passar e vou la me informar. Amo seus comentarios e o carinho que tem comigo la no blog. Obrigada viu? Beijiinho Laurinha e Jéssica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...