Para que a prova da vossa fé muito mais preciosa do que o ouro e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo. 1 Pedro 7


Sabe quando vc aposta todas as suas fichas em alguém, faz promessas, mas, contudo, porém e todavia esse alguém é apenas um “ano novo” e como qualquer “ano novo” é um ano desconhecido e que ele pode ser bom ou ruim, afinal é apenas um ano, uma contagem do tempo que nós apenas estamos acostumados a trabalhar. É bem como Drummond dizia:

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente."

Talvez se eu tivesse colocado minhas apostas no dia de hoje teria sido melhor. Ao menos hoje eu fui treinar e minha técnica se mostrou muito empolgada com os meus avanço na piscina – e olhe que ela não é muito de demonstrar essas coisas –, hoje Lupita andou melhor, Papai está bem, mas enfim, eu apostei no ano... e ele começou bem complicado, mas em compensação é este ano que vai trazer meu casalzinho anjo: Zion e Heloïse. Já vi uma grande amiga minha subir ao altar, - em muito grande estilo, bem como ela merecia -, pena que eu não pude ver ao vivo, mas já fico imensamente feliz em estar viva e poder ver isso tudo.

E é bem isso o que eu vou querer levar para a minha vida: o melhor, apesar dos pesares.

Pense comigo, se vamos a um jogo de futebol e seu time está ganhando de cinco a zero do maior rival e nos últimos dez minutos o jogo empata e você vai para casa resmungando que foi o pior jogo da sua vida... Ora, mas isso não é verdade. Afinal, você estava feliz da vida em mais da metade do tempo desse jogo, não foi mesmo?! Entendeu meu ponto de vista?

Apesar de esse ano ter começado com um a zero, ou talvez até dois a zero contra mim eu vou fazer com que o restante de todo esse 2010 valha a pena ou então esses não seriam os Detalhes de Uma Vida Abençoada.

Pãozinho de Batata (Recheado)

para dar uma amenizada no clima - tanto daqui do blogger e tanto o meu clima mesmo, que anda pesado nos últimos tempos - eu vou postar uma coisa que me faz um bem danado quanto estou estressada, triste ou afins: cozinhar. e o eleito da semana passada foi o...

pãozinho de batata (recheado)


bem, eu peguei essa receita na internet apenas como "paõzinho de batata" e eu até já tinha feito uma vez antes só seguindo pela receita mesmo - a receita da massa é idêntica -, mas dessa vez eu resolvi ousar aproveitando um monte de coisa que tinha aqui em casa como recheio e fiz o pãozinho de batata recheado. como incremento eu usei, por exemplo, a carne moída que tinha sobrado do almoço, umas bananas que já estavam maduras demais, queijo e presunto que sempre tem aqui e por ai vai. vamos a receita então?


ingredientes:
3 batatas cozidas
1 copo de leite
3 ovos
½ copo de açúcar
3 colheres (sopa) de margarina
2 colheres (sopa) de fermento de pão
farinha de trigo até o ponto de enrolar, aproximadamente ½kg.


modo de fazer: em uma forma, bacia ou panela ao seu gosto coloque o copo de leite morno, o açúcar e o fermento. misture um pouco com uma colher de pau e adicione a margarina. Em seguida coloque um pouco de farinha de trigo apenas para fazer uma papinha e jogue os ovos por cima. bata mais a massa e então acrescente as batatas cozidas peneiradas ou amassadas. sovar bem, colocar o restante do trigo até a massa desgrudar da mão e deixar a massa crescer, aqui eu deixei por duas horas.


você pode tanto fazer os pãezinhos sem recheio ou com recheio ao seu gosto. aqui, em uma fornada, eu fiz vários recheios como tinha dito antes, sendo que só dei uma incrementada. na carne moída - foto dos pãezinhos antes de assar abaixo - eu refoguei uma cebola com alecrim, azeite, curry, cominho e páprica doce e deixei ela ficar bem sequinha, quase sem caldo. no recheio a cartola - foto do recheio abaixo - (banana com açúcar, canela e queijo) eu coloquei em uma frigideira uma colher de margarina e coloquei as bananas picadas para dourar, depois adicionei o açúcar e a canela. o queijo eu só adicionei na hora mesmo, como pode ver na foto, porque se não ele ia derreter e depois derreter de novo no forno quando pães estivessem assando e não achei que iria ser uma boa idéia. mas fica a critério de cada um mesmo.




dai, depois que você deixar a massa crescer - aqui eu deixei por 2hrs - você vai pegando bolinahs de massa do tamanho de um pão de queijo e vai abrindo sobre o trigo, para não grudar. coloca o recheio dentro, enrola e vai dispondo na assadeira. não precisa untar. quando estiverem douradinhos é só saborear. aqui, essa quantidade de massa, rendeu cerca de 25 pães.




eles assadinhos ficam douradinhos assim. se você pincelar manteiga com eles ainda quentinhos dentro de forno e deixar assar um pouco mais o resultado ainda fica melhor, assim bem suculentos como o da foto.



esse foi o de recheio doce de cartola, muito bom também.




e na foto acima temos metade da fornada que sobrou depois do primeiro ataque da família. os primeiros que 'sumiram' foram esses quadrados de presunto e queijo, favoritos do meu pai. para charles - meu noivo - os melhores foram os de carne moída e eu não consegui eleger um em especial, achei TODOS divinos. vontade até de repetir a receita hoje, como eu me controlo bem, como no máximo um - ou dou uma mordida em cada um pra saber o gosto - não engordo um grama que seja. louvado seja Deus, porque já estar deprimida já é o fim, e deprimida e engordando seria a treva ao cubo!


♫ johann sebastian bach - jesus, joy of man's desiring ♫

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...