Como vocês sabem eu passei esses dias de repouso e assistindo muito, mas muito mesmo Grey's Anatomy e sabe quando vc assiste um filme ou seriado e ele bate lá fundo de vc, lá aonde vc nem imagina que poderia doer ou sentir, e vc chora e fica remoendo quase como uma ferida nova dentro de si?! Bem, se não sabe - sorte a sua -, se sabe vai entender do que estou falando. O episódio em questão é o Grey's Anatomy - 3x21 - "Time After Time", quando a filha Izzie é levada ao hospital - aonde Izzie é residente de cirurgia - para fazer tratamento à leucemia e Izzie é convidada a doar a sua medula óssea, já que a mesma é compatível.

Izzie, personagem do seriado, é uma médica de vinte e poucos anos que engravidou aos 16 anos e deu sua filha a adoção, filha está que reaparece pela primeira vez sua vida nessa situação: com onze anos, doente e com pais adotivos maravilhosos que a amam muito e que vão implorar a Izzie que ela - caso seja compatível - que faça a doação de medula para a menina. Izzie chora muito, diz que sempre sonhou com esse momento toda a sua vida mas que nunca imaginou que ele aconteceria dessa forma. Pensou que estaria mais velha, que Hannah estaria adulta, mas não que ela estaria doente, isso nunca.

Por fim, Izzie é compatível e doa a medula, mas a menina, a Hanna diz que não quer conhecer a Izzie, que não está pronta pra isso. Mas no fim, Izzie consegue vê-la, escondidinho atrás de uma vidro sem que a menina a veja - caso queira ver essa cena clique em "Time After Time" lá em cima -, o fato é que eu também sou filha adotiva e em muitas vezes também não me senti pronta a conhecer minha mãe biológica, mas vendo esse episódio eu cheguei a conclusão que devo procurá-la, que já estou pronta pra isso e, caso ela queira me conhecer, eu devo ir lá agradecer a ela pela vida e oportunidade de vida que ela me permitiu ter. Meus pais são e sempre serão Francisco e Terezinha pois Deus já havia traçado meu destino antes mesmo de eu nascer, minha família já estava me esperando em outro lugar. Mas a minha mãe biológica - a única coisa que sei sobre ela é seu nome completo - me abrigou por longos nove meses em seu ventre, não judiou de mim, apenas abriu mão do seu bebê para que ele tivesse uma vida melhor, e de fato acredito que tive e espero que ela também tenha tido. E esse é meu novo desafio de vida, procurar minha mãe biológica para agradecer a ela por minha vida e dizer que eu estou bem, que ela fez o certo. Espero não chegar tarde ou atrasada de alguma forma...

Ah, se se alguém tiver idéias de como posso achar uma pessoa que nunca vi em minha vida por favor não fiquem acanhados e me passem dicas, ok?! Vou precisar muito delas.


3 comentários:



Lara disse...

Bi, imagino seu coração... decisão bonita mas que só você poderia tomar, se é a hora certa e vai ser bom pra você, vá em frente!
Sobre procurá-la... eu começaria pelo orkut, google, essas coisas!
Nesses sites de buscas sempre sai lista de aprovações de concursos e coisas do tipo e quem sabe, ela pode estar em alguma delas?
bjinhos

Maíra disse...

Bi amada,
fiquei emocionada com esse seu post!!! Te dou a maior força nessa sua busca, e acho que posso te ajudar! Tenho uma amiga de SP que encontrou sua família adotiva através de alguns grupos de ajuda pelo orkut! Vou entrar em contato com ela, me envia um email que a gente conversa por lá sobre isso: mairarigobello@yahoo.com.br

PS: que bom que vc ñ terá que operar!

Carmine disse...

Te desejo toda sorte na tua procura...minha cunhada também está a procura da mãe biológica...
Tenha um ótimo findi!
BJS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...